quarta-feira, 10 de abril de 2013

Maranharte Informa: Seminário Literário da Fundação da Memória Republicana Brasileira


Imortalizado pela Academia Brasileira de Letras, o senador José Sarney será mais uma vez o grande homenageado em um evento para a sociedade maranhense, dessa vez, o aclamado será o seu dom com as letras. De hoje (10), até a sexta-feira (12) a Fundação da Memória Republicana Brasileira estará promovendo a primeira edição do Seminário Literário, que marca a inauguração do projeto que prevê a dedicação de uma data no calendário fixo de realizações da instituição, que pretende promover anualmente um momento para palestras e exposições sobre escritores e intelectuais maranhenses no intuito de difundir a produção literária local.

Na programação o escritor Sebastião Moreira Duarte ministrará a palestra Sarney, um homem de Letras, onde fará uma síntese da vida do atual ocupante da cadeira de número 38 da ABL, tendo como foco as contribuições do político para o cenário literário maranhense e brasileiro. A sequência de homenagens à Sarney seguirá com a apresentação do professor e pesquisador Dyêgo Martins, comentando sobre a carreira do ex-presidente enquanto romancista e encerrará com a participação da escritora Ceres Costa Fernandes, que destacará a obra em prosa de Sarney.

Em entrevista a reportagem de O Imparcial, Sebastião Moreira, ministrante de hoje (10), falou um pouco sobre a sua abordagem. Aceitando ao convite feito pela FMBR à Academia Maranhense de Letras, entidade da qual é membro há 15 anos, o escritor explicou que pretende utilizar o tempo da palestra para apresentar o legado deixado por Sarney através de suas obras. Ao final, os visitantes terão abertura para iniciar um bate-papo com Sebastião, que se disporá a dialogar com o público presente.

Natural do município de Baixio (CE), mas radicado no Maranhão 45 anos, o escritor é professor aposentado da Universidade Federal do Maranhão, onde ingressou em 1972. Licenciado em filosofia e pedagogia, Sebastião Moreira Duarte reúne em seu extenso currículo diversos trabalhos em periódicos educacionais e literários do Brasil e do exterior, além de mestrado e doutorado em Universidades dos Estados Unidos.

Por 3anos, ele foi um dos assinantes da coluna Sacada deste jornal, e também assumiu a coordenação editorial da Coleção Maranhão Sempre, publicada pela Editora paulista Siciliano. Admirador ferrenho dos trabalhos de Sarney, Sebastião se mostrou muito satisfeito em poder participar da homenagem ao Patrono da Fundação da Memória Republicana brasileira. "Dos 40 membros da Academia Brasileira de Letras, José Sarney é o integrante mais antigo. Na safra de bons escritos, ele é aclamado nacionalmente, como também fora do Brasil. Aprecio o trabalho dele, pois é uma leitura simples, que expõe coragem, e o que eu mais acho interessante: ele não confunde política com literatura", explicou Sebastião Moreira Duarte.

Exposição - Seguindo o direcionamento de homenagens à Sarney, o evento também abrirá amanhã ao público, a exposição A vida intelectual de José Sarney, patrono da Fundação da Memória Republicana Brasileira. A mostra apresentará por meio de peças dos quatro acervos da FMRB um pouco da trajetória literária do escritor maranhense. O público também poderá contar com a exibição de um vídeo com imagens de encontros do homenageado com importantes nomes da literatura mundial. O acervo conta ainda com uma réplica do fardão da ABL, usado por José Sarney, além do seu diploma assim como a toga usada pelo ex-presidente na solenidade em que lhe foi conferido o título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Coimbra e os medalhões das Tradições de Coimbra, ofertados a ele durante a solenidade.

texto da jornalista: Ana Beatriz Ribeiro
fonte: Jornal O Imparcial (10/04/2013)