terça-feira, 8 de julho de 2014

Maranharte: Convite




Análise das representações literárias dos laços afetivos de indivíduos com suas respectivas residências na cidade de São Luís. A recorrência de descrições da vida privada, ambientada em imóveis que serviram de morada para algumas figuras simbólicas da capital do Maranhão, se fará por meio da toponímia e, em alguns casos, da antroponímia, que leva em consideração o caráter interdisciplinar do signo toponímico (reconhecendo as características físico-geográficas da região, as particularidades culturais da sociedade e as relações estabelecidas entre o homem e o lugar), da Geografia Humanista Cultural (que considera o homem como produtor, e não “produto” de cultura) e se justifica quando é possível redescobrir uma antiga São Luís através destes locais particulares, que constituem também lugares de memória. Indicativos de experiências e conhecimentos que também fazem parte do que hoje recebe a alcunha de “Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade”.